Bibliotecas Municipais de Lisboa
Rede BLXServiçosCatálogoColeçõesPontes de LeituraVidas e Memórias do Bairro
Home
... em Dezembro

S T Q Q S S D
 
 
 
 
01
02
03
04
05
06
07
08
09
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
< >
Lista de Distribuição
Notícias BLX
Facebook Twitter YouTube Pinterest Google+ Google Maps Flickr
  Pesquisa no sítio Perguntas Frequentes Pesquisa no google Ajuda
Início  » Rede Municipal de Bibliotecas de Lisboa » Iniciativas da Rede Municipal de Bibliotecas de Lisboa » Eduardo de Noronha
Eduardo de Noronha

EDUARDO DE NORONHA
150.º ANIVERSÁRIO DO NASCIMENTO DE EDUARDO DE NORONHA (1859-1948)
– Comemorações Municipais de Lisboa –

A pretexto dos 150 anos do seu nascimento, a CML, através da sua Divisão de Gestão de Bibliotecas, realiza uma homenagem póstuma ao escritor e jornalista, Eduardo de Noronha (EN).

Eduardo de Noronha nasceu em Lisboa, a 26 de Outubro de 1859, e morreu a 26 de Setembro de 1948, na mesma cidade. Apesar de ter seguido a carreira militar, participando, por exemplo, nas campanhas de pacificação em África, teve uma fecundíssima actividade literária, quer como escritor quer como jornalista.

Como jornalista colaborou nos jornais A Actualidade, do Porto, A África Oriental, O Quelimane e O Futuro, de Lourenço Marques, O Economista, de Lisboa, no Diário de Notícias, no Tiro e Sport, na Mala da Europa, e noutros títulos. Desta colaboração destaca-se sobretudo a que deu às Novidades, exercendo neste jornal, sob a direcção de Emídio Navarro, o cargo de secretário da redacção. Dirigiu ainda a revista Serões e os onze volumes do Dicionário Popular.

Como escritor destacou-se sobretudo como romancista histórico. Foi autor de uma vasta obra (mais de uma centena de livros), publicando, entre muitas outras, O Herói de Chaimite, No Brasil, A Guerra Russo-Japonesa, A Sociedade do Delírio, O Agonizar de uma Dinastia, À Porta da Havanesa, A Inglaterra e as suas Colónias, Filhos de Portugal, Os Marechais de D. Maria II, As Mulheres de Pernambuco, “obras de intensa vibração que se tornaram popularíssimas”. Traduziu ainda várias peças para o teatro e obras famosas na época, como Quo Vadis? ou Ben-Hur, de Wallace.

Esta homenagem tem por objectivo a evocação história da personalidade e a promoção da sua obra literária e da sua produção jornalística, com destaque para os textos que escreveu sobre a cidade de Lisboa.

PROGRAMA DE ACTIVIDADES

MOSTRAS BIBLIOGRÁFICAS

> Eduardo de Noronha Jornalista
Hemeroteca Municipal de Lisboa | Inauguração: 26 de Outubro | Patente ao público até 30 de Novembro.

> Eduardo de Noronha Escritor
Biblioteca Municipal Central – Palácio Galveias | Em exibição de 5 a 30 de Novembro.

CICLO DE CONFERÊNCIAS

> Eduardo de Noronha, Presença no Jornalismo Português por António Valdemar
Hemeroteca Municipal de Lisboa | 26 Out | 17H

> Eduardo de Noronha Romancista Histórico, por Ernesto Rodrigues (ac)
Biblioteca Municipal Central | 26 Nov | 19H

> A Lisboa de Eduardo de Noronha, por Jorge Trigo
Sala do Arquivo dos Paços do Concelho | 10 Dez | 19H

> O Regicídio de 1908 segundo Eduardo de Noronha, por Elisabete Rocha
Hemeroteca Municipal de Lisboa | 1 Fev 2010 | 18H

DOSSIER DIGITAL

> Biografia de Eduardo de Noronha

> Eduardo de Noronha na Hemeroteca Muncipal



retroceder imprimir página guardar página enviar endereço


 
Rota de Contadores_dez2017
Copyright CML/DBAMapa do sítioPolítica de PrivacidadeSugira este SítioAdicione aos FavoritosSugestõesseara.com