Skip to content Skip to footer

A vivenda deliciosa

Inaugurada em 1973, é a 23 de Abril de 1996 que a Biblioteca dos Olivais abre as suas portas no reabilitado Palácio do Contador-Mor.
Este palácio e a quinta que o circundava, foram propriedade de um membro da família Van-Zeller que, em 1702, veio para Portugal com funções de ministro residente do Rei da Prússia. Mais tarde, um dos seus filhos ocupa o cargo de Contador-Mor do Reino, passando o palácio a ser conhecido como o Palácio do Contador-Mor.

No célebre romance “Os Maias” de Eça de Queiroz, publicado pela primeira vez em 1888, há algumas referências aos Olivais, como por exemplo a recordação de Carlos da Maia sobre a vivenda de um amigo como o perfeito ninho de amor para ele e Maria Eduarda: "Carlos lembrou-se logo da bonita casa do Craft, nos Olivais […]. Que deliciosa vivenda para ela, artística e campestre, condizendo tão bem com os seus gostos!"

O que talvez não saiba, é que muitas pessoas acreditam que a inspiração do escritor para a “deliciosa vivenda” foi o nosso Palácio do Contador-Mor.
Atualmente, a Biblioteca dos Olivais tem por vizinha a Quinta Pedagógica com quem partilha a tranquilidade do seu jardim e as delicias proporcionadas pelo Quiosque Esplanada ai instalado.

A coleção da Biblioteca dos Olivais é complementada com o Serviço de Bedeteca, instalado no Rés-do-Chão, onde quem ama BD e novela gráfica, em seus inúmeros formatos, tem à sua disposição uma coleção fabulosa com mais de 10.000 títulos disponíveis para consulta e empréstimo. Trata-se de uma coleção que é um verdadeiro tesouro à mão de qualquer pessoa.

Quer sabe mais? Fale connosco!

Serviços em Destaque

Galeria de Fotos

Localização

Contactos

Como Chegar

  •   Autocarros: 708 / 759
  •   Metro: Olivais

Horário desta semana

Próximas Atividades

Biblioteca em Números