Skip to content Skip to footer
A carregar Eventos

« All Eventos

  • Este evento já decorreu.

Conferência Arqueologia e Repressão. Violência contra as mulheres na Guerra Civil e o regime franquista

2 de Dezembro de 2022 16:00

A Conferência de encerramento da exposição “Mulheres Resistentes” – Arqueologia e repressão. Violência contra as mulheres na guerra civil e o regime franquista por Laura Muñoz-Encinar (Instituto de Ciencias del Patrimonio, CSIC), acontece a 2 de dezembro, pelas 16h00, na Biblioteca de Alcântara.

A estratégia repressiva franquista, posta em prática após o golpe de estado de 18 de julho de 1936, desenvolveu complexos mecanismos de punição física e psicológica. Dentro do sistema punitivo franquista, as mulheres republicanas sofreram procedimentos específicos de tortura que aqui se analisam, a partir dos relatos de histórias de mulheres que as sofreram e da investigação das muitas mulheres cujos corpos foram depositados nas valas comuns. 

Trata-se de estudo holístico, que inclui fontes orais e documentais, juntamente com o registo material das valas comuns, numa perspetiva arqueológica, forense e histórica. As conclusões permitem-nos inferir que as diferentes estratégias repressivas utilizadas pelo fascismo espanhol contra a população feminina foram motivadas pela perceção das mulheres como cidadãs de segunda classe e, portanto, inferiores aos homens. 

Laura Muñoz-Encinar é especialista em Arqueologia de Conflitos Contemporâneos e Antropologia Forense, e tem estudado os processos de repressão conduzidos nas guerras do século XX,emEspanha e na Europa, a par com as questões de género. A sua investigação das valas comuns procura uma abordagem holística interdisciplinar que combina história, arqueologia e antropologia forense. Essa combinação de disciplinas permite uma análise integrada dos contextos de violência política contemporânea, evidenciando novas possibilidades para a produção do conhecimento histórico. O seu percurso de investigação tem-se centrado nas exumações de valas comuns de vítimas da repressão extrajudicial, na perspetiva da arqueologia forense, com o objetivo de analisar as estratégias repressivas desenvolvidas durante a Guerra Civil Espanhola (1936-1939) e a ditadura de Franco (1939- 1975).  Laura Muñoz-Encinar  preocupa-se em tornar visível a violência de género em cenários de guerra e pós-conflito e destaca a contributo inestimável do conhecimento científico para uma interpretação mais rigorosa dos eventos passados ​​e para a produção de conhecimento histórico sobre a violência política contemporânea.

Entrada livre, mediante lotação da sala.


?? ???????? ????? ?????????, ?ã? ???????? ??????? ? ??? ???? ???????çã? ???? ???, ???????? ???????? ?? ?????????, ??? ?????????? ????? ?? ????????çã?, ???? ????? ??????? ? ????? ??????????????.

Detalhes

Data:
2 de Dezembro de 2022
Hora:
16:00
Categorias de Evento:
,

Outro

Tipo de Público
Geral
Tipo de Actividade
Conferências/Debates/Palestras

Local

Biblioteca de Alcântara
Rua José Dias Coelho, 27-29
Lisboa, 1300-327 Portugal
+ Mapa do Google
Telefone:
218 173 730
Site:
https://blx.cm-lisboa.pt/biblioteca-de-alcantara/